Oficina 7 – Combate à Insegurança Alimentar

Oficina 7 – Combate à Insegurança Alimentar

19 jan 2022 | Eventos internos | 1ª edição

Zoom – Encontro com representantes indicados pela Prefeitura e Conselho

}

10h (horário de Brasília)


LUPPA

 

Na sétima oficina do LUPPA seguimos com nossa jornada metodológica e evolução do mapeamento dos sistemas alimentares municipais e suas alavancas de transformação, com o desenvolvimento de rota para o aprimoramento dos sistemas alimentares municipais – a escolha e planejamento de ação de impacto sistêmico – pela qual será revisado e avançado o desenho do projeto ou iniciativa de maior impacto na transformação do sistema alimentar de cada cidade. Por esse planejamento, convidamos também as cidades a definirem uma meta atingível ainda na primeira edição do LUPPA (até setembro/2022).

Já a nossa sessão temática, de partilha de experiências, foi sobre Políticas Estruturais de Combate à Insegurança Alimentar nos municípios, tema urgente e necessário, dada a crescente escalada de insegurança alimentar pelo País, especialmente após o início da pandemia de Covid-19. Debatemos como governos municipais devem priorizar não apenas medidas emergenciais ou momentâneas, mas formular ações estruturantes, que garantam resiliência da cidade aos períodos de dificuldades econômicas mais acentuadas, bem como garantir um acesso contínuo e crescente da população à alimentação saudável e sustentável.

Quem atua na área da assistência social sabe que quando “tudo está pior”, é quando mais se trabalha “na ponta”. Como, então, gestores e gestoras municipais podem desenhar e ancorar seus programas e ações para que mesmo em momentos mais desafiadores o direito universal à alimentação e nutrição adequadas seja plenamente garantido? O que é inovação em matéria de política de combate à insegurança alimentar?

Temos como objetivo para essa oficina:

  1. Fortalecer relacionamentos entre participantes da jornada do LUPPA e capacidades de colaboração
  2. Trabalhar a ferramenta para apoiar a elaboração de rota para a transformação dos sistemas alimentares municipais, com a definição de uma meta atingível na primeira edição do LUPPA
  3. Introduzir o tema proposto para a oficina: políticas estruturais de combate à insegurança alimentar
  4. Conhecer experiências sobre políticas de combate à insegurança alimentar e promover trocas entre cidades participantes

A Chamada para o Debate será feita pela professora ex-ministra Tereza Campello, economista e doutora em Saúde Pública, professora titular da Cátedra Josué de Castro de Sistemas Alimentares Saudáveis e Sustentáveis, da Faculdade de Saúde Pública da USP, pesquisadora do Núcleo de Pesquisas Epidemiológicas em Nutrição e Saúde – NUPENS / USP e Professora do Programa de Pós-Graduação em Políticas Públicas em Saúde da Escola Fiocruz de Governo. Foi Ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome no período de 2011 a 2016, tendo coordenado o Plano Brasil Sem Miséria, que retirou 22 milhões de pessoas da pobreza extrema. Também coordenou o Programa Bolsa Família, a Política Nacional de Assistência Social, a Política Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional e o Programa de Cisternas que entregou 1,2 milhão de cisternas no semiárido brasileiro.

Veja no vídeo abaixo uma edição desta oficina, com os principais momentos trabalhados na plenária.

Materiais

Tarefas

Formulário de Avaliação da Oficina 7

Pedimos que os representantes que participaram desta oficina preencham o nosso formulário de avaliação.

Link do formulário